Por problemas técnicos na linha telefônica Principal (GVT) estamos atendendo pelo número:
(81) 3268-2947
Inicio » , » Qual a Importância do Catalisador? Quando trocar?

Qual a Importância do Catalisador? Quando trocar?


Considerado uma das mais importantes invenções tecnológicas dos veículos automotivos, o catalisador é uma peça fundamental para preservação da saúde e do Meio Ambiente. Localizado logo após o coletor de gases do escape (próximo ao motor), exerce a função de filtrar os gases nocivos à natureza e à saúde, além de diminuir o desgaste do veículo e ajudar a atenuar ruídos.

Os catalisadores vendidos na Espaço Car, seguem a Portaria 282/2008 do INMETRO, que garante a conformidade do produto e os requisitos mínimos necessários para a proteção da saúde e segurança dos usuários.

Alguns sinais de que pode ser à hora de trocar o catalisador:
- O carro não anda o quanto deveria quando se pisa no acelerador;
- O consumo do combustível aumenta;
- A rotação do motor aumenta em marcha lenta;
- Se a cerâmica do catalisador estiver derretida, ela pode entupir o sistema de exaustão aumentando a contrapressão do motor e fazendo com que o mesmo pare de funcionar.

Logo trocando o catalisador danificado:
- O carro terá uma melhor resposta quando solicitado pelo acelerador;
- Não haverá desperdício de combustível;
- A rotação do motor voltará ao normal em marcha lenta;
- Não vai acontecer do motor parar de funcionar.

Os catalisadores são obrigatórios nos veículos novos desde 1993. Eles têm uma vida útil de mais de 100.000 km, sendo 80.000 só de garantia de fábrica e desta forma dificilmente são trocados pelo primeiro proprietário do carro, que geralmente troca por outro novo antes de atingir esta quilometragem. Mas os próximos donos o usam até o carro cair aos pedaços e realmente só trocam o catalisador em último caso. O elemento cerâmico interno do catalisador, por ser frágil, não deve sofrer pancadas pois pode quebrar. Tenha cuidado sempre ao passar por lombadas ou cair em buracos, evite raspar o fundo do carro. Sempre que for trocar o óleo, por exemplo, dê uma leve pancada com a mão no catalisador. Se ouvir barulho de caquinhos soltos dentro, é sinal de que a cerâmica está quebrada e inoperante e tem que trocar o conjunto, pois não dá conserto. Faça regularmente uma análise de gases de escape.

Dicas importantes:
Na maioria das vezes os problemas no catalisador têm origem por fatores externos como:
• Óleo lubrificante do motor saindo pelo sistema de exaustão (nível acima do especificado ou danos/desgastes internos no motor);
• Combustível de má qualidade;
• Falhas na ignição — cabos, velas, bobina(s), tampa do distribuidor e rotor.
• Falhas na injeção eletrônica;
• Comando(s) de válvula(s) fora de sincronismo;
• Furos no sistema de escapamento antes do catalisador;
• Produtos químicos utilizados na limpeza dos bicos injetores;
• Fazer o veículo “pegar no tranco”;
• Transitar com baixo nível de combustível no tanque do veículo, pois pode ocasionar falsas explosões devido o fornecimento irregular de combustível, elevando a temperatura dentro do catalisador;
• Falha nos sensores de oxigênio (sondas lambda).


0 comentários:

Postar um comentário

Receba Novidades no E-mail

Curta-nos no Facebook
Siga-nos no Twitter
Recomende-nos no Google Plus
Assinar me em RSS